9 de abril de 2013

Apresento-vos..... JIP HARTOG!

Finalmente chegou o dia da minha entrevista. Acho importante que conheçamos outras pessoas, de diferentes países, que tenham os mesmos gostos/interesses que nós. Até porque em outros países, o Vintage está muito mais "evoluido" do que por cá. E porquê a Jip? Passo a explicar:

Conheci o blog da Jip (Old-fashioned at heart) através de uma amiga comum. A Jip é, talvez, a rapariga mais nova que conheço (17) que gosta dos tempos antigos e se veste inteiramente com roupas dos anos 30. Depois vi-a numa entrevista que fez para a CNC World e lá dizia algo que me tocou pessoalmente. Passo a citar: "Gosto particularmente da maneira como as pessoas eram muito mais educadas naqueles tempos. Mas também a música. Há tantas coisas que não gosto na actualidade. Quando terminar os meus estudos gostaria de me tornar uma dona-de-casa. Gostaria de ser responsável pela casa e fazer coisas para o meu futuro marido, como limpar e cozinhar. É difícil explicar porque eu quero isto, mas é o que sinto. Preferiria viver a minha  vida assim do que ter de dividir a lida da casa com uma grande carreira." E porque me tocou? Bem, porque não é fácil afirmar algo do genero actualmente, quando todas as pessoas só pensam em dinheiro e grandes carreiras, e as donas-de-casa são vistas como preguiçosas e sem objectivos... Por isso fiquei logo a admirar a Jip.  :)

Então vou passar à entrevista. Mas antes de mais, apresento-vos a Jip.


1- Sei que adoras os anos 30 e 40. Quando começaste a gostar dessa época? 
Comecei a me interessar por essas eras anos antes de sequer começar a pensar usar roupas vintage. Desde muito cedo que já me interessava por História, especialmente pela Segunda Guerra Mundial. Quando tinha nove anos li o "Diário de Anne Frank" e desde aí fiquei cada vez mais interessada por essa época. Há dois anos desenvolvi um grande interesse por roupa Victoriana. Gostei imenso, mas sabia que não a poderia usar. Então perguntei a mim mesma: "Qual é a era mais antiga com roupa que ainda se pode usar razoavelmente? Então descobri os anos 20, 30, 40 e 50. Mas prefiro os anos 30 e 40. 

 
2- Quando decidiste viver o estilo Vintage?
Não sei bem. Primeiro comecei a usar roupa Vintage, e depois gradualmente comecei a incorporar mais objectos vintage na minha vida. O que realmente me inspirou foi a maneira como alguns dos meus amigos vivem. Têm um estilo de vida completamente Vintage. Apercebi-me que prefiro viver assim do que um estilo de vida moderno.

3- O que é que os teus pais pensam da tua decisão?
Os meus pais não se importam, e eu agradeço. Algumas vezes eles não entendem muito bem porque eu quero algumas coisas, como ser dona-de-casa. Mas não se importam que eu goste de coisas antigas.

 4- Vestes assim na escola também? Se sim, alguma vez tiveste problemas com os teus colegas devido a isso?
Sim, eu uso roupas dos anos 30 e 40, 24hrs por dia, 7 dias por semana. Nunca tive problemas, mas há pessoas que têm reacções estranhas. Chamam-me "avózinha" ou "Anne Frank". Mas não me importo. Vejo isso como elogios!

5- Só ouves música Vintage, ou também os hits actuais?
Prefiro música antiga, como Glenn Miller e Vera Lynn. Mas ouço músicas de alguns filmes que são obviamente modernas. Para além disso, adoro Chopin e Schubert.

6- Onde compras as tuas roupas e acessórios? Há lojas vintage no teu país, ou compras tudo on-line?
Algumas coisas acho no Ebay, algumas em Amsterdão. Lojas de antiguidades e feiras da ladra também são óptimos lugares para achar tesouros Vintage. Mas nem sempre. Algumas vezes tenho muita sorte e consigo achar coisas muito giras dos anos 30 ou 40 por pouco dinheiro.

7- Quem é a tua Diva vintage preferida?
Inspiro-me em fotos dos anos 30 e 40. As roupas, o cabelo... Gosto de ser históricamente correcta, por isso alguma pesquisa tem de ser feita. A minha amiga Lindsay Lane parece sempre uma estrela de cinema! Adoro o estilo dela e o cabelo dela é perfeito.


Lindsay Lane
8- No futuro queres ser uma dona-de-casa. Achas que terás pena por não ter uma carreira, mesmo que fosse relaconada com o Vintage? (como por exemplo, modelo vintage)
Desde pequena que queria casar um dia. Agora decidi que quero casar e ser também uma dona-de-casa. Uma grande carreira não é para mim. Estou a estudar para ser uma costureira, para eu poder vir a fazer roupa para o meu marido, filhos e para mim, assim como para outras pessoas, tal como antigamente.

9- Se te apaixonasses por um homem que não aceitasse o teu sonho e quisesse que tenhas uma carreira, o que farias?
Acho que não me apaixonaria por um homem assim. Sou muito exigente em relação a rapazes, o que pode explicar o facto de eu ainda não ter namorado. Só espero um dia conhecer o jovem perfeito para eu casar.  :-)
 
10- Parece que o Vintage está cada vez mais na moda. Achas que ajudará quem tem essa paixão, ou quem se veste fora do "mainstream" será sempre criticado?
Creio que há pessoas que se inspiram no Vintage para vestir, e há pessoas que só usam peças originais. Mesmo quando roupa Vintage está na moda, acho que serei sempre criticada por usar roupa em segunda mão, ou antiga. Algumas pessoas acham que essas roupas são sujas ou nojentas, só porque alguém as usou antes. Eu não me importo. Cada peça de roupa Vintage é um pedaço de História.


11- Usas só roupas originais?
Sim, o mais possível. Algumas vezes uso roupas modernas, como cardigans, meias-calça, roupa interior ou sapatos. Mas sempre ao estilo dos anos 30 e 40.
 
12- Qual é a tua peça de roupa favorita? 
Um vestido crepe floral de duas peças que encontrei numa loja de segunda-mão por 8€. Alguns dias atrás refi-lo completamente. Substitui os botões e voltei a cozer as costuras. Também adoro os meus sapatos pretos de 1930 que uso na foto. São confortaveis, práticos e lindos. O meu tipo de sapato.  :-)


13- Quais são os teus projectos futuros?
Os meus projectos futuros são: costurar lingerie dos anos 30/40, uma saia de inverno, fazer em malha um turbantedos anos 40 e um snood em crochet. Mas há tantas coisas mais que quero fazer!  


E pronto, espero que tenham gostado!
Por mim, posso dizê-lo, fiquei fã desta menina tão doce e tão simpática. Apesar da distância, é isto de bom que a internet tem, aproxima as pessoas que por vezes nem falam a mesma língua, mas que têm tanto em comum. Gostei imenso de te conhecer Jip, e só desejo as maiores felicidades!

6 comentários:

Daise Alves - Menteflutuante Retrô disse...

Com certeza eu amei. Parece que ela saiu de um filme. Uma fofa. Beijinhos

Jip Hartog disse...

Thank you so much for the lovely interview, you're amazing. I really enjoyed it !

- Jip.

Narcissa disse...

Gostei muito da entrevista :) Bem interessante. Bom blog, estou a seguir-te :)

***

The Marvelous World of Narcissa

Nancy Wilde disse...

Que miuda linda! Gosto imenso do estilo dela... mas vestir-me no mesmo registo todos os dias não era coisa para as minhas alterações de humor, julgo.*

Ana Santos disse...

Adorei ! :D

Gostava de conhecer pessoas que vivessem como ela , mas onde moro , não há nenhuma . :P

Beijinhooo *

Mary disse...

Fiquei absolutamente fascinada com esta entrevista. A partir de agora, esta menina ganhou mais uma fã!